“Um Por Todos e Todos Por Um” estimula autoestima e respeito à diversidade com ajuda da Turma da Mônica

0
273

O programa “Um Por Todos e Todos Por Um” tem mudado a dinâmica relacional entre os alunos da rede municipal de ensino, à medida que também trabalha em questões bem particulares, como a autoestima e a inteligência emocional. A iniciativa da Prefeitura de Cuiabá é realizada pela Controladoria Geral do Município (CGM) e conta com um material didático riquíssimo e interativo, que traz os populares personagens da Turma da Mônica para o convívio familiar e escolar dos pequenos, auxiliando-os a perceber o mundo que os cerca por uma ótica mais madura, otimista e responsável. E nesta quinta-feira (30), uma das 48 unidades que adotou o material recebeu a visita do poder público e compartilhou os avanços que a iniciativa tem gerado tanto no corpo docente, como discente.

“Esta iniciativa é uma das nossas meninas dos olhos, pois envolve os alunos da rede municipal de maneira bem intimista na formação cidadã. Com um material bem elaborado, criado pelo Instituto Maurício de Souza, os pequenos aprendem lições valiosas sobre o respeito às diferenças, corrupção, diversidade racial e auto aceitação. Com atividades dinâmicas que exploram conteúdos maduros – pela ótica infantil, o programa Um Por Todos desperta um movimento diferente nas escolas que o adotam e promove uma transformação na forma como todos se relacionam, tanto estudantes, bem como gestores e professores. E esta é a missão que o prefeito Emanuel Pinheiro tem buscado dar continuidade, a fim de desenvolver um senso crítico nestas crianças, conforme planta uma sementinha da retidão, honestidade e mutualidade. As escolas que adotam este compromisso percebem na prática uma mudança na unidade e a EMEBC Hebert de Souza é uma prova viva disso”, afirmou Joilce Acosta, coordenadora de Transparência Ativa do município.

A Escola Municipal de Educação Básica de Campo (EMEBC) em questão leva o programa bem a sério, a partir de brincadeiras e projetos interativos que promovem o desenvolvimento da cidadania de maneira lúdica e imperceptível. Ao aplicar a didática ao longo de todo o ano letivo, os alunos dos 5º anos aprendem a perceber seus coleguinhas e demais pessoas por uma outra perspectiva, desenvolvendo uma sensibilidade aguçada em relação às adversidades e particularidades vividas por cada um. E em uma aula diferente, a unidade municipal Hebert de Souza levou seus pequenos para uma nova atmosfera, cercada pelo verde e distante das tradicionais salas de aula. A quinta-feira foi marcada por um passeio no pátio do Restaurante Sinuelo – localizado na BR-364 -, onde as professoras envolveram suas turmas em atividades sobre as limitações na visão, audição e locomoção – referentes ao módulo dois, intitulado “Ser Diferente é Legal”.

“Foi um momento espetacular de puro aprendizado, que desenquadra o modelo de ensino que se restringe unicamente às quatro paredes e leva os alunos a absorver a realidade que os cerca com ludismo e diversão. Nesta aula de campo, as crianças extravasaram, aprenderam muito e refletiram sobre quem são e o valor que possuem. Uma das alunas ainda testemunhou uma percepção incrível, em meio a um cenário tão delicado. Ao revelar uma tragédia que quase acometeu sua família, ela compartilhou sua compreensão em relação à dor de seu pai e afirmou que o material a ajudou a compreender sua importância e a que ele têm. Além desse, outros relatos de professores e alunos fortaleceram a necessidade desta iniciativa, que visa muito mais que formar bons profissionais do futuro, mas sim cidadãos saudáveis e socialmente contribuintes para o mundo”, concluiu a gestora.