Sesp-MT empregará mais de 3 mil policiais no segundo turno

0
103

O planejamento da segurança em Mato Grosso para o segundo turno das eleições, que ocorrerá no próximo domingo (28.10), foi apresentado ao ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann. Juntamente com outros estados da federação, as informações foram repassadas em videoconferência realizada nessa segunda-feira (22.10), na Sala de Crise da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT). No caso de Mato Grosso, ocorrerá a votação em segundo turno apenas para presidente.

Em apoio à Polícia Federal (PF) e Exército Brasileiro, a Sesp-MT empregará pouco mais de 3.600 servidores em todas as regiões do estado, sendo 2.103 da Polícia Militar (PM-MT); 1.122 da Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), 306 do Corpo de Bombeiros Militar (CBM-MT) e 80 da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec). Além disso, será mantido o efetivo habitual das forças de segurança, inclusive com apoio do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer).

Será instalado o Gabinete de Crise, a partir de sexta-feira (26.10), no Centro Integrado de Comando e Controle da Sesp-MT, em Cuiabá, para monitorar e agilizar o tempo de resposta às ocorrências. A estrutura irá funcionar até a segunda-feira (29.10), para garantir a segurança não só durante a votação, mas ao longo da apuração e as horas seguintes à divulgação do resultado. Os setores de inteligência de todos os órgãos de segurança estaduais e federais também estão integrados na operação das Eleições 2018.

“Nós tivemos um primeiro turno dentro da normalidade, com tranquilidade para que o cidadão exercesse seu direito ao voto. Estaremos novamente mobilizados e, se for necessário, vamos agir de forma repressiva, mas a expectativa é que tenhamos menos ocorrências neste segundo turno”, ressaltou o secretário de Estado de Segurança Pública, Gustavo Garcia.

O ministro afirmou que o Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN), localizado em Brasília (DF), passa agora a funcionar 24 horas por dia, com o objetivo de garantir a segurança em todo o pleito. No dia 08 de outubro, foram empregados mais de 300 mil integrantes das forças policiais em todo o Brasil, média que deve ser mantida para o dia 28. “Aproveito para parabenizar a todos pelo bom trabalho realizado no primeiro turno, temos a obrigação de fazer o mesmo no segundo turno, em respeito à democracia”, frisou Jungmann.