Semob reforça orientação sobre fechamento de retornos na Historiador Rubens de Mendonça

0
321

A Secretaria de Mobilidade Urbana está em constante trabalho de ordenamento do trânsito da Capital. Nessas ações, com o intuito de melhorar a fluidez do tráfego das vias, foram realizados, nos meses de julho e início de outubro, duas readequações em dois pontos de retornos da Avenida Historiador Rubens de Mendonça –  conhecida como Avenida do CPA.  Na região, a equipe de mobilidade executou fechamentos de conversão de sentido e o trancamento total de um dos retornos.

Assim, na alça de retorno, em frente à Loja Havan, foi construído um meio-fio, para inibir a conversão à esquerda dos condutores no sentido centro/bairro. Para fazer o retorno ao centro da cidade, agora a opção dos condutores é pelo viaduto da Jamil Boutros Nadaf.

O diretor de Trânsito, Michell Diniz, explica, que neste trecho da região, foi instalado um conjunto semafórico, mas que ele não é para retorno e nem para conversões à esquerda. “Mas sim para que os motoristas que transitam por dentro do bairro Altas da Terra, na Rua Nigéria e querem acessar a Avenida do CPA, sentido centro”, observa.

Ele complementa que para essa ação de conversão, foi construído o viaduto exatamente para essa finalidade. “Podem fazer o retorno, em segurança, logo à frente, onde o viaduto já foi projetado com capacidade para receber esta alta carga”, completa.

Já no segundo trecho, próximo ao Hotel Paiáguas/Banco Itaú, após análises que apontaram os transtornos causado pelo alto fluxo de veículos na região, a equipe de engenharia realizou o trancamento total desse retorno, há cerca de um mês.

Ainda de acordo com o diretor, o setor de Ouvidoria da Semob recebeu inúmeras reclamações sobre os transtornos do trecho e após análise e várias tentativas, por meio de operações em horários de pico, para amenizar os congestionamentos, a equipe executou o fechamento.

“Este retorno estava causando imenso transtorno, refletindo nos dois sentidos da Avenida. A situação veio se agravando, com veículos estacionando em fila dupla, usando as faixas exclusivas e por isso tomamos essa postura de fechá-lo”, pontua Diniz.

Para os condutores realizarem o retorno nesta altura da Avenida, precisam se dirigir aproximadamente 300 metros à frente, próximo à Loja Kadri Informática. “Onde há uma maior acomodação de veículos, a caixa é maior e não reflete tanto no trânsito da região”, orienta o diretor.