Programa Nexos se prepara para expansão

0
174

Após alcançar excelentes resultados no primeiro ciclo de atividades, o Programa Nexos se prepara para incluir novos atores externos no desenvolvimento da iniciativa, além de ampliar a participação das unidades regionais do Sebrae nos estados. A ideia é tornar o programa mais escalável com a participação do setor público, de representantes de universidades, do terceiro setor, de aglomerados de pequenos negócios tradicionais e consultorias especializadas em instrumentos de fomento à inovação, além das médias e grandes empresas, incubadoras e aceleradoras, que já participaram ativamente desse primeiro ano. A proposta é dar também maior alcance às ações com a mobilização dos ecossistemas locais de inovação, aproximando as unidades regionais das startups e ambientes de inovação.

O primeiro passo para essa evolução foi a realização dos “Workshops Sebrae Inovação Aberta”, realizado em São Paulo no início de dezembro. Um dos encontros reuniu cerca de 20 profissionais representantes de diferentes atores do ecossistema nacional de inovação aberta no Inovabra Habitat, para avaliar o primeiro ciclo do programa, identificar novos rumos e definir prioridades. Outro grupo, formado apenas por gestores do Sebrae em vários estados, debateu no Sebraelab da Escola de Negócios de Sebrae SP, como tornar o Nexos mais escalável com maior participação das equipes estaduais.

De acordo com o Rafael Castro, analista de Inovação do Sebrae, a intenção é tornar o Programa Nexos mais fluido e orgânico. “Queremos que as regionais consigam identificar startups com maior aderência à inovação e prepará-las para se relacionarem melhor com diferentes vetores, como por exemplo, empresas e o setor público”, explicou. Segundo ele, em fevereiro os gestores das regionais devem se reunir novamente para, a partir dos resultados do workshop, definir o modelo de operação da nova fase do Programa.

Balanço

Lançado em novembro de 2018 pelo Sebrae em parceria com a Anprotec (Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores), o Programa Nexos contribui para a inovação e a ampliação da competitividade ao impulsionar a relação entre pequenos negócios inovadores, como startups, e médias e grandes empresas. O programa também tem apoio institucional do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação (MCTIC). O órgão federal é responsável pela gestão de dois dos cinco instrumentos fiscais de apoio à inovação incentivados pelo Nexos: Lei do Bem e Lei de Informática.

Neste primeiro ciclo do Programa, por meio de desafios tecnológicos de inovação, as médias e grandes empresas selecionaram startups para receber aporte financeiro (entre R$ 100 mil e R$ 250 mil) para viabilizar a execução dos projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação tecnológica de novos produtos. Ao todo 47 médias e grandes empresas se inscreveram no programa para se tornarem patrocinadoras, sendo que sete delas lançaram oito desafios que receberam cerca de 300 propostas de startups interessadas em apresentar soluções digitais inovadoras para setor automotivo (Fiat Chrysler Automobiles e Groupe PSA); de cosméticos (L’Oréal Brasil); de limpeza (Grupo Steffen); de shopping centers (Iguatemi), de automação industrial (GreyLogix Brasil) e de consultoria em engenharia (Qualidados). Os investimentos realizados até agora somam mais de um milhão de reais.

Para dar suporte técnico e gerencial aos pequenos negócios inovadores inscritos, o programa credenciou 53 ambientes de inovação que disponibilizam infraestrutura operacional, mentorias e qualificação necessárias para o correto desenvolvimento das soluções tecnológicas selecionadas. Dos sete desafios lançados, cinco já foram finalizados com a escolha das startups. O primeiro deles, lançado em maio deste ano, foi o Desafio Digital Cleaning proposto pelo Grupo Steffen, uma das maiores distribuidoras de produtos de limpeza profissional do Rio de Janeiro. A startup vencedora, Sankhya Code Tecnologia, de Uberlândia, está desenvolvendo um portal com uso de inteligência artificial e machine learning para maximizar as vendas da empresa com base no perfil dos clientes. As funcionalidades do portal também estarão disponíveis em um aplicativo. A previsão é de que as ferramentas sejam finalizadas em meados do ano que vem.

Assessoria de Imprensa Sebrae

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here