Pesquisa de novembro que mede a confiança do empresário em Cuiabá reflete melhora da economia

0
268

O mês de novembro encerrou com a melhora do Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), em Cuiabá, alcançando 129 pontos. A alta observada no período foi de 0,2% sobre o mês anterior e de 2,6% se comparado com novembro de 2018. A pesquisa é a única acima de 100 pontos, o que reflete uma condição de satisfação por parte da classe empresarial do comércio.

A pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e divulgada pela Fecomércio-MT, nesta quarta-feira (27), confirma um cenário de melhora da economia no decorrer do ano, que vem emitindo diversos sinais de recuperação gradual.

“O otimismo em relação ao aquecimento do consumo das famílias no estado, observado desde o início do ano, contribui para uma melhora do setor também em 2020”, afirma o presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior.

Investimento no comércio

Com o período de fim de ano, o componente Índice de Investimento do Empresário do Comércio (IIEC), apresentou alta mensal de 2,4% sobre o mês anterior, somando 114,7 pontos. Na variação anual, o índice é 1% superior ao registrado no mesmo período do ano passado.

Apesar do subcomponente Indicador de Contratação de Funcionários apresentar retração de 0,3% no ano, contabilizando 141,6 pontos, a CNC acredita que o setor irá contribuir com a geração de 1,7 mil empregos temporários, contra os 1,8 mil registrados no ano passado.

Expectativa

Para o componente que avalia a Expectativa do Empresário do Comércio (IEEC), a pesquisa registrou alta de 0,4% no mês e de 2,9% no ano, totalizando 168,8 pontos. Das 181 empresas participantes da pesquisa na capital mato-grossense, 95% dos empresários acreditam na melhora do setor, o que pode contribuir, assim, para o planejamento de estoques e investimentos nas empresas em curto e médio prazo.

Condição atual do comércio

Já o componente Índice de Condições Atuais do Empresário do Comércio (ICAEC) foi o único a apresentar resultado negativo no mês, de -2,4%, e atingindo 103,6 pontos em novembro. Ainda assim, o resultado atual é 4,1% superior ao verificado no mesmo período do ano passado.

Para 54% dos entrevistados afirmaram que houve uma melhora das condições atuais da economia. Ou seja, pouco mais da metade dos 181 empresários entrevistados, acham que a economia tem apresentado melhora de outubro para novembro.

Fonte: Fecomércio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here