OPINIÃO DO DIA: Inacreditável, senhores mestres!!!

0
1857

A greve deflagrada pelo ”esvaziado” Sintep se transformou num verdadeiro fracasso e desordem pública, a partir do momento em que os mesmos obstruíram e trancaram a rodovia federal. Falam tanto em Democracia e exercitaram a ditadura ontem (26) com a proibição de ir e vir das pessoas que nada tem haver com esse fracassado movimento.

Além de não ter conseguido uma adesão unânime da categoria a essa greve, agem com desespero, tentando ainda mostrar a força e prestígio – que não tem –, passaram a adotar práticas terroristas bem ao estilo de seus homônimos do MST.

Bloquear rodovias federais, impedir o livre direito de cidadãos de ir e vir, em um horário em que muitos estão a caminho de trabalho e obrigações, passou dos limites!

Esse jeito de usar a democracia e liberdades de expressões e manifestações, com o uso de seu amado autoritarismo bolivariano, tem somente criado antipatia e ojeriza da população e seus próprios filiados.

Nossas equipes de reportagem, que tem acompanhado a “involução” do movimento, vêm colhendo testemunhos de grevistas insatisfeitos com o posicionamento do sindicato, assim como, a consciência daquilo que o governador e equipe tem pregado com relação a impossibilidade de atendimento de seus pleitos – o Estado não tem condições, por hora, de firmar compromissos com quem não tem capacidade de honra.

Este governo tem demonstrado de forma clara que promessas vazias não fazem parte de sua conduta.

Como se não bastasse todos os fatores que, nitidamente, são reais as tais impossibilidades demonstradas com clareza pelo Estado; a Justiça e o Ministério Público, braços geralmente petistas que abraçam estas causas irresponsáveis, se pronunciam e decidem pela ilegalidade da greve.

Outro fator preponderante “é a falta de sensibilidade, patriotismo e amor por Mato Grosso” desses radicais esquerdistas, que prejudicam e transformam a esperança em desilusão dos pais e alunos de baixa renda, que tem nas escolas, uma possibilidade palpável de futuro para seus filhos.

Vigésimo terceiro colocado na avaliação do IDEB, a educação em MT não habilita o Sintep e seus dirigentes intransigentes, a conquistarem apoio do povo, afinal, este número vergonhoso, ridículo e acachapante somente demonstra a incompetência, despreparo, falta de vontade e empenho do sindicato para melhorar da Educação no Estado.

Esta greve está tomando o rumo a que se propôs: promover algazarras, xingamentos pessoais na porta do Palácio, desestruturação familiar e desestímulo de estudantes. É a volta do PT e suas estratégias pouco ortodoxas de novo em ação, pena que não tem mais credibilidade e adesões, o Lula continua preso!!!

Sem mais comentários…

JPM – João Pedro Marques é advogado e jornalista, com escritórios em Brasília e Mato Grosso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here