Meninos do Brumadinho FC treinam para 1º jogo na cidade após tragédia

0
220

Os meninos do Brumadinho Futebol Clube, time amador que mantém equipes em categorias de base, se tornaram motivo de orgulho e esperança para a população da cidade mineira depois da participação honrosa em um torneio no Triângulo Mineiro, realizado no dia seguinte ao desastre causado pelo rompimento da barragem Córrego do Feijão, que inundou parte do município com milhões de toneladas de rejeitos de minério.

 

Nesta terça-feira (5), os garotos voltam aos treinamentos em preparação para o amistoso do próximo sábado contra o Boa Esperança, de Ibitiré, município vizinho a Brumadinho. A partida havia sido programada antes do desastre e o compromisso foi mantido pela comissão técnica como forma de demonstrar a força do povo de Brumadinho.

 

“Eles querem jogar. Vamos tentar manter a rotina de treinos e jogos. Sabemos que a cidade esta abalada. Mas temos que ocupar a cabeça dessas crianças, tendo em vista que não haverá aulas. Nesse momento, a única alegria delas é o futebol”, frisou em entrevista ao R7 o técnico da equipe, Wandercley Eller, que também ressaltou a importância da presença dos pais, familiares e amigos dos jovens atletas nas arquibancadas do estádio José Ernesto Ferreira, o Ernestão, casa do Brumadinho FC.

 

Angústia longe de casa

 

O treinador enfatizou a força dos garotos ao receberem a notícia do desastre ambiental na véspera da estreia na 5ª Copa de Futebol do Alto Paranaíba, realizada no município de São Gotardo, no Triângulo Mineiro, a cerca de 300 km de Brumadinho. Elles contou que os jovens ficaram desesperados por não terem informações sobre suas famílias.

 

“Foi muito difícil lidar com a situação na hora que veio a notícia. Tudo muito rápido. Tivemos que ligar para os familiares que moram perto da mina e do Rio Paraopeba. Assim, fomos tendo um noção do que estava acontecendo. Desta forma, podíamos acalmar os nossos atletas”, contou o técnico.

 

Segundo Wandercley Elles, a ideia de retornar a Brumadinho para acompanhar os trabalhos de resgate foi considerada pelo grupo. No entanto, a comissão técnica decidiu manter os meninos longe para que não se envolvessem naqueles momentos angustiantes pós-rompimento.

 

Por isso, o torneio se tornou importante para todo o grupo. “Poucos momentos de alegria dessas crianças ao esquecer de tudo que estava acontecendo”, comentou o técnico.

 

Talentos reconhecidos

 

Três atletas perderam parentes próximos. Um deles, o atacante Hailton Lennon, de 11 anos, ficou abalado pela morte do primo que mais o incentivava a vencer no futebol e o acompanhava em jogos e treinos. Porém, o talento do menino foi reconhecido por um olheiro do Fluminense, que o convidou para fazer testes no Rio de Janeiro.

 

Hailton participará de peneiras em Xerém, onde o clube carioca mantém o centro de formação de atletas, no dia 18 de fevereiro. Com ele, também viajará o meia Raul, de 11 anos, outro destaque do time mineiro notado pelos observadores do Flu.

 

“Ainda temos mas dois atletas indo para o PSTC, do Paraná: o meia-atacante Marlon, de 13 anos, e o atacante Caio Goline, de 14 anos”, conta o técnico Wandercley Elles.

 

Próximos torneios

 

As equipes de base do Brumadinho devem participar de vários torneios nos próximos meses. O primeiro deles será o Campeonato Mineiro do Imef (Institulo Mineiro de Futebol), em março, no qual contará com representantes nas categorias sub-9 a sub-17.

“Essa meninada será a nossa alegria”, finalizou o orgulhoso treinador do Brumadinho FC, enquanto comemorava a oferta de uma empresa goiana para participar de um importante torneio de base.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here