Integração entre a Fecomércio-MT e Assembleia Legislativa possibilita melhor acompanhamento de projetos

0
238

Em maio de 2019, após visita do presidente José Wenceslau de Souza Júnior (Fecomércio-MT) à deputada estadual Janaina Riva, na época presidente interina da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, em que solicitava a integração do sistema de acompanhamento de proposituras que tramitam na Casa de Leis, a Rede Nacional de Assessorias Legislativas da Fecomércio (Renalegis-MT) conseguiu monitorar, dos quase mil projetos apresentados neste ano, 75 que são de interesse do comércio.

Desses, a entidade representativa do setor no estado emitiu, por meio da Renalegis-MT junto à ALMT, 42 Notas Técnicas para os projetos que, porventura, iriam trazer algum impacto no setor.

A assessora legislativa da Fecomércio-MT e responsável pela Renalegis no estado, Fabíola Corrêa, disse que, através do trabalho realizado, alguns projetos considerados divergentes (contrários) ao setor chegaram a ser arquivados. “Isso é fruto do trabalho realizado pela Fecomércio-MT, no sentido de apresentar Notas Técnicas em defesa do próprio setor”.

Em sua segunda vinda à Fecomércio-MT, na atual gestão, Felipe Oliveira, da Divisão de Relações Institucionais da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), enalteceu o trabalho feito pela Fecomércio no estado, através da articulação política do atual presidente com os parlamentares da Assembleia Legislativa. “Em um semestre, o presidente da Fecomércio-MT conseguiu vontade política para integrar os sistemas da Renalegis e da própria AL. Isso mostra a importância da Federação dentro do estado e para o parlamentar é essencial ter a parceria técnica da entidade do comércio em seus projetos”.

A automatização do sistema de monitoramento da Renalegis-MT e da própria ferramenta implantada pela AL, considerada uma das melhores do país na parte de TI por Felipe Oliveira, conseguiu reduzir os processos operacionais em, no mínimo, 48% de esforço. “A responsável pela Renalegis aqui no estado deixa de trabalhar com processos manuais para um processo analítico. Com isso, a Federação passa a ter uma atuação mais estratégica dentro da Assembleia”, concluiu Felipe Oliveira.

Agenda de trabalho

A Renalegis é uma das principais ferramentas de apoio às Assembleias na divulgação de seus trabalhos. Para isso, a equipe técnica da Fecomércio-MT prepara uma agenda de trabalho com os parlamentares já para o início do próximo ano, visando estreitar mais a relação entre a entidade representativa do comércio e a Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

FONTE: FECOMÉRCIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here