Indústrias aprendem a reduzir custos e elevar a produtividade para driblar a crise

0
118

Produzir mais, melhor e com menos desperdício. Com essa finalidade, o instrutor da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Marcos Kawagoe, ministrou a palestra ‘Sucesso na Crise: Aumento da produtividade, fazendo mais com menos’, durante o Diálogo Industrial. O encontro, realizado gratuitamente pela Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt) nesta quinta-feira (09/05), contou com a participação de empresários e dirigentes industriais.

Segundo Kawagoe, é possível fazer melhorias dentro das fábricas sem necessitar investir muito recurso. “Numa crise é preciso diminuir custos e aumentar a produtividade. Para isso, é necessário atuar em quatro itens: melhorar processos, mexer com as lideranças, desenvolver pessoas e mudar a cultura da empresa” afirmou.

Seguindo a filosofia Lean dentro das indústrias, explicou, se reduz custo e processos, além de produzir mais rápido e com economia e otimização de tempo. “O resultado sempre impacta no custo. É preciso estar sempre mudando, do contrário a empresa será ultrapassada por concorrentes”, garantiu Kawagoe, que é engenheiro e foi o líder do programa mundial de excelência empresarial da Embraer.

Para o instrutor, durante o processo de melhoria, é preciso evitar erros como delegar para especialistas externos sem envolver os funcionários, ficar esperando o momento certo de mudar e deixar de investir na capacitação das pessoas. “Um dos principais erros a ser evitado, também, é não ter o apoio das lideranças. Sem isso, podem ocorrer atrasos e até boicotes. Mudar já é difícil, leva-se tempo. Se a liderança não ajudar será algo ainda mais difícil”, destacou.

Para o gerente de produção de uma indústria química, Germano Salvador, as dicas e orientações serão aplicadas no processo de melhoria que está executando na empresa, que teve aumento nas vendas. “O que ouvi encaixa perfeitamente com o que vamos fazer para melhorar os processos sem precisar contratar pessoal. Pensei em aumentar o estoque, mas ele mostrou que isso nem sempre é a melhor solução porque requer uma área de armazenamento maior. Então, aumentar a produtividade sem novas contratações é uma alternativa possível”.

A palestra integra as ações do Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA), iniciativa da CNI em parceria com as federações de indústria, sindicatos empresariais e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here