Hoje é sexta-feira e tem show, teatro e cinema na programação cultural de Cuiabá

0
194

Show gratuito ao ar livre, espetáculo de teatro e exibição de filme belga premiado são destaques na programação cultural da sexta-feira (8) na Capital. No Parque das Águas tem apresentações do DJ Lucas Fetter, grupo Fissura e dupla Hugo & Guilherme, enquanto no Cine Teatro Cuiabá o Theatro Fúria leva ao palco a peça O Pirata e Deus. Já no Sesc Arsenal tem sessão com Tango Livre, de Frédéric Fonteyne, destaque no Festival de Veneza.

 

O projeto “Itaipava de Som a Sol” chega à quarta edição em Cuiabá e terá como palco o Parque das Águas, próximo do Centro Político e Administrativo, com entrada franca. A programação, que começa às 17h, une música, artes plásticas e gastronomia, numa estrutura que permite ao público ficar bem perto de seus ídolos.

 

A parte musical estará representada pelo DJ Lucas Fetter, um dos mais requisitados da atualidade em Mato Grosso; os veteranos do Grupo Fissura, que há vários anos animam o público mato-grossense com muito axé e suingueira; e a dupla sertaneja Hugo & Guilherme, que está em turnê de divulgação do DVD ao vivo gravado em Campo Grande (MS).

Enquanto os shows acontecem, o grafiteiro Pedro Wagner dá uma demonstração de live painting, produzindo um painel ali mesmo no parque. E tem também a participação da artista Sandra Regina, com sua exposição “Artesanato com Cabaças”. O espaço contará novamente com lounge formado por engradados de cerveja, banheiros e carregadores de celular. Para eternizar o momento entre amigos, o “Lambe-lambe” (totem de foto) disponibilizará imagens impressas, basta usar a hashtag #ItaipavaDeSomaSol.

 

Haverá ainda parque de Food Truck, que recebe a cada evento diferentes nomes da gastronomia local, como Rosana Pavão (comidas típicas); Kween Burguer (hambúrguer), Pastel Imperial (pastel e caldo de cana) e Churros da Uá (churros doces e salgados).

Artes cênicas

O espetáculo O Pirata e Deus volta aos palcos nesta sexta-feira e no sábado (8 e 9), no Cine Teatro Cuiabá. Perto de completar um ano de estrada, a peça do Theatro Fúria retorna ao local onde fez sua estreia, em fevereiro de 2018, porém com sessões especiais para públicos reduzidos.

 

Na estreia a lotação era de 80 pessoas, porém se percebeu que alguns espectadores ficaram com a visibilidade comprometida. A solução encontrada foi a armação de uma arquibancada para 35 pessoas.

Em Cuiabá sua última apresentação foi no encerramento do Festival Palco Giratório no teatro do Sesc Arsenal no final de maio do ano passado. Depois, no mês de setembro, O Pirata e Deus participou do Festival Nacional de Teatro do Piauí, onde foi premiada nas categorias de melhor espetáculo, ator, atriz e figurino.

 

Estes 8 meses longe dos palcos cuiabanos têm uma explicação: a dedicação à estreia de Tramando Esopo, que aconteceu também na Sala Anderson Flores (Cine Teatro Cuiabá), no começo do mês de dezembro, para público reduzido a 35 pessoas por seção, acomodadas neste mesmo sistema de arquibancadas.

Na peça, um capitão pirata navega cruel e impune graças à inocência de seu irmão gêmeo siamês. Mas com a chegada do Dr. Z, esta situação muda. Ele agora pode separar o inocente do culpado. Fica a pergunta: “quem poderá safar o capitão pirata e mantê-lo na impunidade?”

 

A dramaturgia e direção é de Péricles Anarckos, que aparece em cena junto com Carolina Argenta, esta responsável por figurino, iluminação e produção.

As apresentações serão sempre às 20h, com ingressos a R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia), que podem ser adquiridos na bilheteria do Cine Teatro Cuiabá. A classificação é 12 anos.

 

Cinema

 

Ganhador do Prêmio do Júri no Festival de Veneza em 2012, o longa Tango Livre (Bélgica, Drama, 2013, 98min), de Frédéric Fonteyne, será exibido nesta sexta-feira, às 19h30, com entrada gratuita, no Sesc Arsenal. O filme conta a história de Jean-Christophe, um guarda penitenciário que se encanta por uma mulher que conhece na aula semanal de Tango, chamada Alice.

 

Eles se reencontram quando ela vai visitar o marido, preso onde JC trabalha, e o guarda acaba envolvido na complicada vida amorosa da mulher. Para complicar ainda mais, as regras da prisão proíbem os guardas de socializarem com as famílias dos prisioneiros. JC então terá que decidir se, pela primeira vez, irá quebrar as regras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here