Governo Temer anuncia privatização do Marechal Rondon e mais 4 aeroportos em MT

0
578

Por Jonas da Silva

O presidente Michel Temer (PMDB-SP) e seus ministros auxiliares anunciaram a privatização do Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, e mais quatro terminais nos municípios de Rondonópolis, Sinop, Barra do Garças e Alta Floresta, em diferentes polos da extensão continental do Estado do Mato Grosso. O leilão dos terminais será realizado como único bloco do total de 14 aeroportos anunciados. Segundo apurou a reportagem, só no caso do Estado serão a previsão é arrecadar R$ 2,5 bilhões.

A proposta inclui ainda 15 terminais aeroportuários e 11 linhas de transmissão, e parte da Eletrobras. Com a medida, o governo Temer espera arrecadar R$ 44 bilhões, dos quais R$ 2 bilhões com terminais portuários. O anúncio da desestatização foi feita após a reunião do Conselho do Programa de Parcerias de Investimento (PPI), no Palácio do Planalto, que inclui o presidente, e tem finalidade de fazer caixa para o governo federal diante do rombo nas contas públicas e déficit anunciado de R$ 159 bilhões este ano.

O governo também definiu que irá vender a participação acionária de 49% que tem com a Infraero nos terminais de Guarulhos, Brasília, Confins (região metropolitana de Belo Horizonte) e Galeão (Rio), já licitados à iniciativa privada.

No caso dos aeroportos, serão quatro blocos de leilão, sendo um deles apenas Congonhas, com 21 milhões de movimento de passageiros, o segundo maior do Brasil. Segundo a Agência Estado, o embarque e desembarque de voos internacionais em Guarulhos neste ano apresentou, até julho, a quinta ampliação consecutiva.

Ainda entre os aeroportos, serão entregues à iniciativa privada os terminais do Nordeste como um bloco (Maceió, Aracaju, João Pessoa, Campina Grande, Juazeiro do Norte e Recife). O quarto bloco inclui os aeroportos de Vitória (es) e Macaé (RJ)

O pacote de privatização do governo federal inclui também a Casa da Moeda, que confecciona as cédulas do real e passaportes, a Lotex, responsável pela popular loteria Raspadinha, e a Companhia Docas do Espírito Santo. No total, serão 57 projetos de venda de empresas e parcerias público-privadas. Com informações da Agência Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here