Eleições: ‘espero grandeza e debate maior’, diz Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados. Confira outras informações na coluna JPM desta segunda-feira (10)

0
33

APRESSADINHO

De forma bastante antecipada,  o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia iniciou hoje uma discussão sobre as  eleições presidenciais de  2022 .Ele avalia que com a saída do ex-presidente Luiz Inácio da Silva da cena política, o Partido dos Trabalhadores perdeu espaço e que, por isso, vê condições para a construção de um candidato do centro democrático.

AVALIAÇÃO PRECIPITADA

Em entrevista a jornalistas, ele disse que isso pode ser possível com os nomes do governador de São Paulo, Jorge Dória; do apresentador Luciano Huck e do possível candidato do PDT Ciro Gomes, como vem sendo cogitado, Maia disse que espera que os três estejam juntos, mas espera um debate maior do que aconteceu nas eleições passada. Segundo ele, porém, ainda é cedo para falar quem sairá candidato.

BASTIDORES

O Palácio do Planalto esta empenhado em costurar um acordo para evitar a derrubada de todos os vetos feitos pelo presidente  Bolsonaro em um projeto que mudou regras para a execução do Orçamento de 2020.De acordo com fontes palacianas, o governo  está propenso a  ceder a deputados e senadores o direito de indicar a prioridade para a execução das emendas.

PARLAMENTO PODEROSO

A coluna apurou que um dos trechos vetados por Bolsonaro dá poder a deputados e senadores sobre a ordem em que serão executadas as emendas. Domingos Neto (PSD-CE), por exemplo, controlaria sozinho R$ 31 bilhões — total destinado às emendas de relator no Orçamento.

PODEROSO FUX

O ministro Luiz Fux, do STF (Supremo Tribunal Federal), será o primeiro judeu a  presidir a mais alta Corte do país, deve levar a criação do juiz das garantias para votação no plenário antes de setembro, quando tomará posse como presidente da Corte.

ASPAS DE DILMA

A ex-presidente Dilma Roussef condenou o ataque do atual presidente, Jair Bolsonaro, ao Bolsa Família. Segundo ela, Bolsonaro pretende “destruir” o programa. “O desprezo pelas necessidades dos mais pobres revela em toda a sua perversa dimensão a desumanidade da agenda neoliberal aplicada pelo seu governo. Destruir o Bolsa Família e um crime contra a Nação”, escreveu a ex-presidente  em sua rede social.

ESPERTINHO

De olho nas eleições municipais, e no esforço de ajudar um irmão a se eleger prefeito, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, chamou para um longo papo, os principais interlocutores de José Sarney.

CORTES

Os cortes de verbas continuam intensos. O sistema S está sentindo já o efeito da faca do Governo nos repasses. Sebrae e SESI têm fechado mega estruturas de clubes-hotéis em cidades do interior.

NOVO ALVO

O  ministro da Economia, Paulo Guedes, que chamou funcionários públicos de parasitas está sendo bombardeado por diversos segmentos. A Federação Nacional dos Policiais Federais contesta veemente. “As afirmações (..) consagram um discurso perigoso e generalizante, que em nada contribui para o fortalecimento de uma nação e sua economia”.

SÓ PARA LEMBRAR

Os servidores já foram chamados de marajás, preguiçosos, incompetentes, improdutivos, elites, corporativistas, sangues-azuis e, agora, de “parasitas”. Todos os termos causaram indignação e revolta

SAÍDA

Analistas políticos de  plantão consideram que  dificilmente a reforma administrativa será aprovada neste ano, se o ministro da Economia, , não sair de cena e deixar as negociações a cargo dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP)

ALERTA

Duas medidas provisórias do governo devem perder validade nesta semana sem ser analisadas pelo Congresso. Os textos, sobre a emissão de carteirinhas estudantis e a publicação de editais de licitações em jornais, devem ser arquivados. Para não caducarem, elas têm de ser votadas até o próximo Domingo.

DO CONTRA

Por meio de suas redes sociais, a presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann, negou, que a sigla tenha autorizado alianças com PSDB e DEM para as eleições municipais deste ano. “Nossa decisão é contra alianças com PSDB, DEM e partidos da extrema direita”, escreveu a deputada federal.

DE NOVO

Começou uma nova polêmica.O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), decidiu colocar a Proposta de Emenda à Constituição,  que altera a forma de provimento dos cargos no Supremo Tribunal Federal (STF)como um dos 10 assuntos prioritários para este ano.  De acordo com a PEC, os ministros do STF passariam a ser escolhidos pelo presidente da República entre os integrantes de uma lista tríplice.

CONTRA MORO

De acordo com proposta, os votantes seriam representantes do Poder Judiciário, o procurador-geral da República e o presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).Aliados do ministro da Justiça, Sérgio Moro, veem a medida como uma maneira encontrada pelos parlamentares para impedir que ele alcance uma cadeira no Supremo ECONOMIA O dólar comercial segue acima do patamar de R$ 4,30 nesta segunda-feira. A moeda americana é negociada a R$ 4,321, mesmo operando estável frente ao real. No mercado acionário, o Ibovespa (índice de referência da Bolsa de São Paulo) registra recuo de 0,39%, aos 113.331 pontos. O avanço do coronavírus, além de juros baixos no Brasil, são apontados como os responsáveis pela disparada no câmbio, que afeta desde o preço de importados até aluguéis INTRIGANTE O Palácio da Alvorada passará um ano fechado à visitação pública.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here