CPI da Renúncia e Sonegação Fiscal vai ouvir procuradora Ana Cristina Bardusco

0
130

A procuradora do Ministério Público do Estado (MPE), Ana Cristina Bardusco, será a primeira convidada a ser ouvida pela CPI da Renúncia e Sonegação Fiscal, que investiga procedimentos de renúncia e sonegação fiscal praticados em Mato Grosso.

De acordo com a assessoria técnica da CPI, ela vai apresentar informações sobre as providências que foram tomadas pelo MPE, em relação à CPI da Cooamat (Cooperativa Agroindustrial de Mato Grosso) realizada em 2014 e da Renúncia e Sonegação Fiscal, instalada em 2015.

A reunião pode ser acompanhada pela imprensa e pelo público interessado. Os deputados têm um prazo de 180 dias, prorrogáveis pelo mesmo período, para realizar os trabalhos. No final, a CPI produzirá um relatório que será encaminhado às autoridades competentes ao assunto.

Para otimizar os trabalhos, a CPI foi dividida em cinco sub-relatorias. O deputado Nininho (PSD), além de ser o relator-geral, ficou com a sub-relatoria da mineração. Carlos Avallone com a de combustível, Max Russi (PSB) com a do agronegócio e a deputada Janaina Riva (MDB) com a do frigorífico.

Já a sub-relatoria dos incentivos fiscais será de responsabilidade dos cinco deputados titulares da CPI.  O presidente é o deputado Wilson Santos e o vice-presidente é Carlos Avallone, ambos do PSDB.

ELZIS CARVALHO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here