Cesta básica fica 4% mais barata em Agosto

0
20
Foto: Reprodução

Maioria dos produtos de amplo consumo registrou queda ou estabilidade nos preços em agosto. Com isso, o custo da cesta básica em Cuiabá caiu 4% em relação a julho. Passou de R$ 474,30 para R$ 457,10. Apesar da baixa mensal, o valor está 15% maior que há 12 meses.

Em agosto de 2018, o conjunto dos alimentos básicos custava R$ 398,10. É o que revela levantamento mensal realizado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), entidade vinculada à Federação da Agricultura e Pecuária (Famato). Entre os 13 produtos avaliados no último mês pelo Imea, 5 ficaram mais baratos e dois mantiveram os preços em comparação com julho.

  Tomate que foi grande vilão meses atrás agora está mais em conta

As principais reduções mensais foram observadas nos valores do tomate (-27%), batata (-12%) e feijão (-5%). Permaneceram estáveis os preços do pão francês e do açúcar. Aumentos mensais foram verificados nos preços da banana (23%), e da manteiga e leite (2%). Comparado com agosto de 2018, apenas 4 produtos estão mais acessíveis para o consumidor cuiabano, sendo eles o leite (-10%), manteiga (-8%), farinha e café em pó (-3%). Principais majorações nos últimos 12 meses foram detectadas nos cotações da batata (116%), feijão (61%), tomate (53%), banana (41%), arroz (16%) e açúcar (11%).

“Realmente o tomate ficou mais barato esses dias, mas a batata não”, discorda a aposentada Maria Aparecida Ramos, 68. “Não sei como dizem que a inflação está controlada, porque tudo subiu de preço”, reclama.

Opinião semelhante é manifestada pela servidora pública Ana Maria Silva, 41. “Tenho me esforçado para economizar no supermercado. Fui na semana passada e comprei pouco porque não encontrei nada mais barato”, desabafa.

Em Cuiabá, o custo total da cesta básica é mais impactado pela carne, que exigiu desembolso de R$ 150,20 das famílias cuiabanas, pelo consumo médio de 6,6 kg no último mês. Em julho, o gasto médio foi de R$ 148,30 e em agosto de 2018 ficou em R$ 144,30. Os números mostram aumento no desembolso mensal (1%) e anual (4%) com a inclusão da proteína nas refeições dos cuiabanos.

Pela participação na formação dos preços da cesta básica, outro destaque é o pão francês, que exigiu desembolso de R$ 78,40 das famílias residentes na Capital mato-grossense pelo consumo médio de 6 kg no último mês, ante R$ 74 em agosto de 2018.

Fonte: Silvana Bazani –  A GAZETA

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here