Bebês prematuros são vestidos de super-heróis em UTI Neonatal

0
101

No Dia Mundial da Prematuridade – celebrado em 17 de novembro –, a UTI Neonatal do Hospital São Lucas realizou uma ação com os pequenos internos, em Lucas do Rio Verde. Os bebês prematuros foram gentilmente vestidos de super-heróis, como forma de “coroar” a força que pequenos seres humanos fazem para abraçar uma vida.

Promovida pela empresa PróClin, que administra o setor na unidade hospitalar, a ação também possibilitou um dia de beleza às mães dos pequeninos. Pediatra e intensivista neonatal, Sabrina Carvalho explica que a ideia surgiu em consonância com a campanha Novembro Roxo.

“Foi uma feliz surpresa para mães e bebês que vivem o ambiente da UTI Neonatal. Além de acolher os pacientes, o nosso objetivo era realizar uma ação que chamasse a atenção para a questão da prematuridade”, explicou Sabrina.

De acordo com a médica, o Brasil ocupa o décimo lugar no ranking mundial de prematuridade, fato que deve ser relativizado por meio da conscientização da população acerca da importância do pré-natal.

“A medida que mais impacta na redução da prematuridade é a assistência pré-natal, sobretudo quando realizada de forma adequada, com um seguimento linear, próximo. É justamente no pré-natal que serão identificadas as causas que podem levar a um parto prematuro e tratá-las o mais cedo possível”, esclareceu a especialista.

Para o diretor da SOMATI – sociedade científica que representa a medicina intensiva em Mato Grosso –, Fabio Liberali Weissheimer, a ação serve para suscitar outro tema importante: a humanização.

“Humanizar o cuidado, trazendo a família para perto dos entes queridos no ambiente de UTI é sempre um desafio, mas é de extrema importância para todos os envolvidos, principalmente para os pacientes”, concluiu Liberali.

NOVEMBRO ROXO – Dados do Ministério da Saúde apontam que, por dia, nascem 931 bebês prematuros em território nacional; sendo que os partos prematuros correspondem a 12,4% do total. A estatística evidencia que a chance de se viver um parto prematuro no Brasil é quase duas vezes maior daquela vivida na Europa.

A campanha Novembro Roxo é realizada há quase 10 anos e busca a conscientização da população sobre os cuidados que podem evitar nascimentos prematuros. Celebrado em mais de 50 países do globo, o Dia Mundial da Prematuridade também une nações por meio do engajamento que visa a diminuição da taxa de bebês prematuros.